Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

RECUPERAÇÃO

Após prejuízo em 2019, sojicultores de Lucas do Rio Verde esperam recuperação

De acordo com analistas de mercado, peste suína e guerra comercial entre EUA e China foram os grandes vilões das exportações de soja no ano passado.

Postado em 03/01/2020 às 14:40 |

Exportações de soja brasileiro amargou prejuízo de US$ 6,7 bilhões em 2019, se comparado com 2018. Produtores esperam recuperação para 2020 (Foto: Reprodução)

O ano de 2019 termina com avanços e recuos para o mercado brasileiro. No campo dos avanços, o País comemora o aumento de 9,1% do volume de exportações para o Oriente Médio, já no lado dos retrocessos, a rentabilidade do soja no mercado internacional caiu e os produtores brasileiros amargaram uma redução nos ganhos de US$ 6,7 bilhões, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os dados foram apresentados pela Secex – Secretaria de Comércio Exterior – do Ministério da Fazenda.

Oriente Médio

Para o Brasil, a maior abertura do mercado do Oriente Médio aos produtos brasileiros rendeu um incremento relevante para o saldo positivo na Balança Comercial em 2019. Os itens que mais contribuíram para isso foram a proteína animal (frango e bovinos), além do farelo de soja. O crescimento de 9,1% é superior ao registrado para outros mercados tradicionais do País, como os Estados Unidos, por exemplo, para quem os produtores brasileiros aumentaram suas exportações em 1,8%.

Recuperação em 2020

Em conversas com analistas de mercado da região de Lucas do Rio Verde, o Portal da Cidade foi informado que existe uma grande expectativa para que o fim da guerra comercial entre Estados Unidos e China alavanque o preço do soja no mercado internacional ao longo de todo o mês de janeiro. Tudo dependerá, segundo os especialistas entrevistados, do relatório que a USDA – Departamento de Agricultura dos Estados Unidos – promete divulgar no final da próxima semana (sexta-feira, 10), 5 dias antes da assinatura do acordo entre os dois países. Caso o relatório seja satisfatório, além do soja, algodão e milho poderão ser afetados, beneficiando os produtores do Brasil.


Fonte:

Receba as notícias de Lucas do Rio Verde no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário