Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

EM SITUAÇÃO DE RUA

Assistência Social realiza cerca de 1.000 atendimentos a pessoas

O trabalho é feito pela equipe especializada de abordagem social e inclui diversos tipos de serviços

Postado em 26/11/2020 às 07:30

Ao todo, já foram realizados 927 atendimentos, sendo que em muitos casos a mesma pessoa passa por atendimentos diferentes (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Assistência Social de Lucas do Rio Verde, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), já acolheu em 2020 até o presente momento 488 pessoas em situação de rua. O trabalho é feito pela equipe especializada de abordagem social e inclui diversos tipos de serviços.

Ao todo, já foram realizados 927 atendimentos, sendo que em muitos casos a mesma pessoa passa por atendimentos diferentes. Entre as ações e benefícios realizados estão a oferta de passagem, auxílio de kit higiene, auxílio alimento, além de um atendimento especializado, com profissionais qualificados. Neste ano já foram cedidas 77 passagens intermunicipais e 12 passagens interestaduais.

Além desses auxílios, o município conta com a parceria da Casa Terapêutica Deus Conosco e do Portal da Sobriedade, onde os usuários podem ser encaminhados para tratamento de álcool/drogas. Além delas, conta com o apoio da Casa de Passagem Bom Samaritano.

“O serviço de abordagem social é ofertado diariamente em Lucas do Rio Verde, mas, de acordo com a legislação, todos tem o direito de ir e vir, logo, o usuário tem o poder de escolha, se aceita ou não. Destacamos que, os usuários que se encontram nas praças e outros locais, não necessariamente são pessoas em situação de rua, muitos tem família na cidade e usam da praça somente para uso de bebidas. E aqueles munícipes que se sentirem constrangidos ou coagidos, devem chamar a polícia”, explicou a gestora do Creas, Aline Wandscheer.

A unidade Creas está aberta de segunda a sexta-feira, das 07h às 18h, tendo o serviço de abordagem composto por quatro servidores, sendo dois assistentes sociais e dois auxiliares administrativos, além do apoio da coordenação da unidade para ofertar aos usuários os possíveis encaminhamentos a serem realizados.

Entre estes usuários acolhidos estão pessoas em situação de rua, em trânsito, imigrantes, entre outros e as abordagens são feitas externamente e internamente, com trabalhos realizados em pontos da cidade onde a população em questão costuma se alocar, como nas praças e canteiros.

Salientamos a importância da Campanha NÃO DÊ ESMOLA, DÊ OPORTUNIDADE!

Fonte:

Receba as notícias de Lucas do Rio Verde no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário