Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

luto

Comovidos, familiares de rapaz soterrado se despedem com mensagens de carinho

Jocelei, de 19 anos, ex-aluno da Escola Ângelo Nadin, trabalhava em uma fazenda entre Lucas do Rio Verde e Nova Mutum.

Postado em 14/09/2019 às 08:20 |

Jocelei dos Santos, 19 anos. (Foto: Reprodução/Facebook)

Na última sexta-feira (13), um trágico acidente envolvendo Jocelei Alves dos Santos, de apenas 19 anos, trouxe à família a notícia de uma perda irreparável: o jovem luverdense perdeu a vida após ser soterrado em um silo de milho na fazenda em que trabalhava.

Natural de Lucas do Rio Verde e ex-aluno da Escola Estadual Ângelo Nadin, o jovem era querido por colegas, amigos e familiares, que na última sexta, se despediram com mensagens comoventes: 

"Meu irmão pq vc me deixou pq senhor é uma dor sem explicação meu Deus vai com deus meu irmão te amo como sempre te disse vc é minha metade meu gordo que os anjos te recebam de Braços abertos pois vc é um anjo" (sic). - escreveu Josy Santana, de 24 anos, irmã mais velha do jovem.

"Descanse em paz meu subrinho lindo que deus te receba de braços abertos" (sic).

"Hooo meu morreno querido como queria que fosse mentira... Deus levou um menino incrível ... Meu sentimento a amigos e familiares pela triste perda" (sic) - escreveu uma amiga da família.

Silo em que Jocelei perdeu a vida (Foto: Reprodução/CIBM-LRV)

Não há informações concretas de como o acidente teria ocorrido e o porquê. O que foi possível recolher de dados é que na semana anterior à fatalidade, Jocilei teria enviado para vários amigos e familiares diversas fotos antigas que relembravam os bons momentos que haviam vivido e presenciado. O jovem estava com saudades dos ex-colegas e fez questão de externar todo o carinho que sentia por eles.

"Aii meu coração doeu tanto agora, saudades do nosso terceiro ano, das zoeiras, das brincadeiras que só a gente entendia, por um ano você foi o amigo que sempre me ouviu, sabia meus segredos e guardava, saudade dos lanche na padoca, enfim.. saudades, obrigada por ter feito parte da minha vida, vou sentir sua falta" (sic) - externou uma ex-colega da vítima.

De acordo com pessoas próximas ao rapaz, ele era sempre assim, cheio de vitalidade, carinho e gentileza com todos. Amava sem poupar esforços e se dedicava pelo bem estar dos que o cercavam.

"Meu amigo, é com uma tristeza impossível de traduzir em palavras que hoje lhe digo adeus para sempre! Meu coração chora sua partida e não existe consolo possível para tão grande dor. Você partiu de repente, e de repente meu mundo ficou sem cor. Sinto que foi um grande privilégio tê-lo conhecido e ter convivido com você, e me confortam todas as lembranças que guardo de você. Para sempre lembrarei e sentirei saudades suas. Até sempre e descanse em paz amigo!  Vai deixar saudade" (sic) - se despediu uma amiga.

As últimas palavras de Jocelei Alves dos Santos em sua rede social foram essas: "Apenas confie em alguém que consiga ver estas três coisas em você: a dor por trás do seu sorriso; o amor por trás da sua raiva; a razão por trás do seu silêncio".

Silêncio! O mais doloroso e silencioso adeus, haveria mesmo razão? Há razão por trás da despedida eterna de alguém que tanto se ama? Acaso existiria alguém realmente preparado para perder aquela pessoa que partiu de repente, sem a oportunidade do último abraço, da última troca de palavras, um último som? Talvez, como Jocilei escreveu, exista alguma razão por trás do silêncio, só não saibamos compreendê-la ainda.

O que compreendemos, com uma razão ou não, é que não há mensagens que confortem um coração em luto. Por isso, nós do Portal da Cidade procuramos nos limitar apenas em externar aos familiares e amigos, nosso profundo respeito e sinceras condolências. Torcemos para que todos vocês consigam seguir em frente, na esperança de, um dia, reencontrá-lo. 

Fonte:

Deixe seu comentário