Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA

Dia do Combate ao Feminicídio em Lucas do Rio Verde acontece neste 25/11

Data foi escolhida coincide com o Dia Internacional da não violência contra a Mulher, instituído pela instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU)

Postado em 25/11/2020 às 09:42

Instituição do Dia Municipal de Combate ao Feminicídio foi motivada por um crime brutal ocorrido em 8 de março e que levou mulheres a pedirem justiça (Foto: Reprodução)

No dia oito de março de 2020, quando se celebra o Dia da Mulher, um crime bárbaro de assassinato de uma senhora na cidade de Lucas do Rio Verde levou várias mulheres a protestarem por justiça. 

Elas se reuniram em uma sessão solene da Câmara de Vereadores na qual se celebrava as mulheres destaques do município, e em silêncio levaram seus cartazes pedindo por mais segurança e políticas públicas para as mulheres. 

Pouco tempo depois, sancionou-se no município a lei de autoria do vereador Marcos Paulista que institui o Dia Municipal de Combate ao Feminicídio, a ser comemorado anualmente no dia 25 de novembro, passando a integrar o calendário de eventos da cidade. O dia foi escolhido por ser a mesma data internacionalmente instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional da não violência contra a Mulher.

Segundo o parlamentar, o projeto é importante para incentivar a conscientização da sociedade para a proteção da mulher e da família.

“Esta é uma demanda da população de Lucas do Rio Verde, a vida é preciosa, precisamos conscientizar as pessoas. Fiz uma moção de pesar para Dona Salvina, foi uma injustiça muito grande o que aconteceu com essa senhora, que possamos desenvolver um trabalho onde as mulheres de Lucas do Rio Verde estejam seguras e protegidas”, explicou.

O feminicídio é considerado um qualificador do homicídio, incluído no Código Penal em 2015. Em Mato Grosso, durante a pandemia, os casos registrados entre março e abril cresceram 150% e o Brasil ocupa o 5.º lugar no ranking mundial de Feminicídio, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), o telefone para denúncias e atendimento qualificado à mulher vítima de violência é 180, e em caso de necessidade de intervenção imediata, ligar 190.

Fonte:

Receba as notícias de Lucas do Rio Verde no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário