Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

informativo

Vigilância verifica condições sanitárias no comércio luverdense

No final do ano, as reinspeções são comuns; os estabelecimentos devem estar preparados para atender todos os critérios exigidos pelas normas sanitárias

Publicado em 23/11/2022 às 14:49

(Foto: Ascom)

A Vigilância Sanitária, por meio da Secretaria de Saúde de Lucas do Rio Verde, iniciou as ações de fiscalização em supermercados, lanchonetes, restaurantes, açougues, feiras, fábricas, vendedores ambulantes, entre outros. A operação tem o objetivo de verificar todos os comércios do setor alimentício, com a finalidade de garantir que os serviços e produtos vendidos estejam seguros para consumo e comercializados de acordo com a legislação em vigor.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Sanitária, Nadielle Patrícia da Silva Cruz, serão feitas inspeções para averiguação das condições sanitárias, da manipulação e conservação dos produtos nos estabelecimentos, bem como orientações educativas sobre as regras para venda dos alimentos. Os produtos irregulares serão imediatamente apreendidos conforme Legislação sanitária.

“São inspeções de rotina que serão intensificadas nesse período de fim de ano devido ao aumento do fluxo do setor alimentício. Duas equipes estarão em restaurantes e supermercados, em lanchonetes e vendedores ambulantes. Todos os estabelecimentos fiscalizados devem dispor o alvará sanitário em local visível ao público. Essa medida é uma importante ferramenta para que a população tenha ciência de quais estabelecimentos estão aptos pela Vigilância Sanitária Municipal”, explica.

No final do ano, as reinspeções são comuns e os estabelecimentos devem estar preparados para atender todos os critérios exigidos pelas normas sanitárias. A coordenadora ainda ressalta que as irregularidades mais observadas são relativas a alimentos não conservados adequadamente e também fora do prazo de validade, o que pode representar um risco para a saúde do consumidor.

“É muito importante que a população observe o serviço e os produtos durante o ato de comprar ou consumir e, em caso de irregularidades, denuncie na Vigilância Sanitária Municipal. O trabalho da Vigilância é constante, mas quanto mais pessoas estiverem cientes dos riscos e das não conformidades frequentes mais fácil será garantir a qualidade e segurança nas vendas destes produtos”, destaca Nadielle.

Essas e outras normas são referentes ao Código de Vigilância Sanitária – Lei nº 119/2012 e RDC 216/2004 sobre as boas práticas para serviços de alimentação.

Fonte:

Receba as notícias de Lucas do Rio Verde no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário