Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

NOVA LUTA

Neuropraxia tira piloto de Lucas do Rio Verde do Brasileiro de Superbike 2019

Diogo Corrêa garante que procurará tratamento especializado e que retornará às pistas o mais rápido possível, ainda mais competitivo.

Postado em 07/11/2019 às 17:52 |

Por problemas de saúde, Diogo Corrêa, piloto de Lucas do Rio Verde, não disputará as duas últimas etapas do Brasileiro de Motovelocidade 2019 (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

O piloto luverdense Diogo Corrêa, único representante mato-grossense no Brasileiro de Motovelocidade, está fora das últimas duas etapas do campeonato por problemas de saúde. De acordo com a equipe médica que acompanha o atleta, foram diagnosticados problemas de neuropraxia que reduziram a sensibilidade e alguns reflexos de Diogo em seu pé direito. De acordo com o último boletim, conseguido com exclusividade pelo Portal da Cidade, o problema não é grave, mas demanda tratamento e atenção.

Segundo o Dr. Iomar Gnoato, “a neuropraxia é um problema neurológico que causa um bloqueio na transmissão dos estímulos nervosos e reduz a sensibilidade de determinada parte do corpo. O tratamento se baseia na reconexão destes estímulos. Não sabemos ainda qual é o grau da lesão, mas acreditamos que, com tratamento fisioterápico o problema seja resolvido”.

Em contato com Diogo Corrêa, nosso jornalismo soube que ele está se inteirando da gravidade da lesão e que já busca tratamento especializado: “naturalmente que eu fico triste por não poder concluir o campeonato da forma que eu desejava, correndo o risco de perder a terceira posição conquistada nas últimas duas etapas, mas tenho certeza que os profissionais que me acompanham vão me ajudar a vencer mais esse desafio para voltar ainda mais competitivo no ano que vem”.


Fonte:

Deixe seu comentário