Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

Combate

Incêndio pode ter sido ação criminosa, diz Corpo de Bombeiros

O incêndio ocorreu no domingo (10) e destruiu cerca de 2 hectares de uma área particular.

Postado em 10/09/2019 às 16:06 |

A área particular de aproximadamente 2 hectares, foi destruída por um incêndio em Lucas do Rio Verde. (Foto: Marcos Junior/Reprodução)

No último domingo (08) uma área particular de aproximadamente 2 hectares, foi destruída por um incêndio próximo a Av. das Nações, em Lucas do Rio Verde. Com o clima seco, a população sentiu os efeitos da fumaça que permaneceu por horas no local e nas proximidades.

Ao Portal da Cidade o 1º Tenente BM Corrêa, contou que  alguns adolescentes saíram correndo no momento em que o fogo se alastrou, o que indica inicialmente uma ação criminosa.

“Ao chegarem no local os bombeiros constataram que não haveria a possibilidade de acessar com a viatura, então a ação mais rápida de combater o incêndio foi por meio terrestre. Foi utilizado abafadores e mochilas postais no intuito de minimizar as chamas. Ao que tudo indica segundo os militares, havia um epicentro indicando uma zona de confusão, onde foi possível verificar o local de início das chamas, porém nenhum material foi encontrado. O fogo foi controlado, evitando que outras áreas fossem ser atingidas. Populares disseram aos soldados, que alguns adolescentes saíram correndo do local, quando o fogo se alastrou, o que será investigado” - disse.

Riscos
Os bombeiros estão mais expostos aos efeitos dessa inalação. Contudo, quem vive próximo a essas áreas de incêndios também devem tomar algumas medidas de proteção, pois os riscos para a saúde são graves.

“Uma ocorrência de incêndio pode trazer malefícios tanto para a população, quanto para os bombeiros que tem o contato direto com a fumaça, e mesmo com todos os equipamentos necessários os profissionais correm algum tipo de  risco. É muito grave a inalação da fumaça, por isso orientamos a não ficar no local ou nas proximidades. Os principais problemas estão relacionados com a intoxicação, bronquite, queimaduras nas vias respiratórias e pneumonia. Isso porque a presença de gases, como monóxido de carbono, e outras pequenas partículas são arrastadas pela fumaça até aos pulmões, onde causam irritação dos tecidos e causam inflamação. Dependendo da quantidade de fumaça que foi inalada, a pessoa pode evoluir de intoxicação respiratória até uma parada respiratória” - alerta.

Denúncias 
“Orientamos o cidadão que identificar um foco de incêndio que comunique o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193, para que possamos atender esta ocorrência. Antes disso o atendente faz uma triagem com todas as informações. Isso é necessário pois precisamos classificar cada ocorrência, dando prioridade as mais graves, pois só temos um caminhão de combate, e nesta época do ano são muitos focos para combater” - finalizou Corrêa.

A população poderá entrar em contato com a fiscalização da prefeitura através do telefone (65) 3549-7175, em horário comercial. Após o expediente o Corpo de Bombeiros deverá ser acionado (193). No sistema da guarnição é possível localizar os fiscais de plantão, onde serão alertados sobre a denúncia, em alguns casos a Polícia Militar será acionada para fazer a prisão em flagrante.


Fonte:

Deixe seu comentário