Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

ELEMENTO EXTRA

Polícia suspeita que alguém informou bando que tentou roubar fazenda

Sem conseguir levar nada, bando teve que fugir pelo meio da mata. Investigações da Polícia Civil sobre o caso prosseguem

Postado em 05/12/2018 às 18:58 |

Polícia agora procura por pistas dos ladrões deixadas a partir dos dois veículos abandonados (Foto: Reprodução - Polícia Civil do Estado de Mato Grosso - Delegacia de Lucas do Rio Verde)

Ontem (terça-feira, 04), aproximadamente às 21h, um bando invadiu a sede de uma fazenda em Lucas do Rio Verde. Não se sabe ainda o número de elementos envolvidos no caso, mas nossa reportagem descobriu que a Polícia Civil trabalha com a hipótese de haver seis ou sete elementos no caso. Durante a ação, dois deles fizeram os funcionários da fazenda de reféns dentro de um escritório, enquanto os demais procuravam por defensivos agrícolas.

Em conversa com os agentes envolvidos na abordagem, o Portal da Cidade levantou a informação de que o roubo foi frustrado por dois fatores: o primeiro diz respeito à ação rápida das forças policiais de Lucas do Rio Verde, Nova Mutum e Tapurah, que desarticularam o planejamento dos assaltantes, e; o segundo ponto levanta a suspeita de que haveria a concorrência de uma outra pessoa, fora do local, informando os bandidos da ação policial na região.

“Acreditamos que algum comparsa deles monitorava a ação da polícia fora da fazenda. Quando este suspeito percebeu que a polícia já se mobilizava, disse aos seus cúmplices que saíssem de lá. Foi quando eles tentaram fugir de carro pelo meio da lavoura, evitando o encontro com as viaturas”, comentou Wladimir Mesquita, agente da Polícia Civil de Lucas do Rio Verde.

Durante a fuga, os bandidos caíram com as duas picapes que conduziam em uma valeta e tiveram que continuar a pé, pelo meio da mata.

Durante a perícia preliminar, os policiais encontraram dentro dos veículos um aparelho celular roubado de um dos funcionários da fazenda, camisas e chapéus camuflados, além de outros objetos que serão submetidos a análise mais criteriosa atrás de novos indícios que levem aos assaltantes. 

Fonte:

Deixe seu comentário