Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

1º NOME

PDT define Pivetta como pré-candidato ao Senado de MT

É o primeiro partido a confirmar nome para concorrer ao pleito que acontecerá dia 26 de abril

Postado em 17/02/2020 às 07:21 |

Otaviano Pivetta é lançado pré-candidato ao Senado (Foto: Foto: Reprodução)

O PDT lançou no sábado (15) o nome do vice-governador do Estado, Otaviano Pivetta, para concorrer às eleições suplementares que definirão o terceiro senador por Mato Grosso. O escolhido ocupará a vaga da ex-juíza Selma Arruda, cassada em dezembro.

O PDT é o primeiro partido a definir o postulante. As convenções que homologarão os candidatos e suplentes e eventuais coligações deverão acontecer entre 10 a 12 de março.

No encontro pedetista, Pivetta se colocou como um ‘cidadão com a missão em qualquer cargo público de servir ao povo’. Ele afirmou que os brasileiros estão ‘cansados das injustiças e desigualdades sociais’ e que é preciso corrigir a distribuição de recursos públicos arrecadados do contribuinte e o impacto no custo de vida para a população que mais necessita. "Proponho um movimento incansável e ininterrupto para corrigir essas injustiças que existem no orçamento. Quero ajudar na reforma tributária. É um absurdo que se arrecada na Previdência o mesmo percentual do assalariado da alíquota que é cobrada dos ricos", citou.

Pivetta tem vasta experiência na política de Mato Grosso, já foi prefeito de Lucas do Rio Verde por três mandatos, tornando a cidade referencia em todo país. Já foi deputado estadual e hoje atua como vice-governador.

ANO ELEITORAL

A campanha ao Senado de Otaviano Pivetta serve, também, ao PDT como preparativo para as Eleições Municipais deste ano, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 141 municípios de Mato Grosso e do Brasil, em 4 de outubro. O PDT tem seis prefeitos nas administrações no Estado (Nova Mutum, Adriano Pivetta; Diamantino, Eduardo Capistrano; Rubens Roberto Rosa, Nova Canaã do Norte; Nelson Paim, Poxoréu; Daniel do Lago, Porto Alegre do Norte e Euclésio Ferretto, Santa Terezinha). O partido tem 81 vereadores. A expectativa é ampliar para 12 o número de prefeitos e eleger 120 vereadores em outubro.

Outras candidaturas

Enquanto não há definições de nomes, os partidos seguem especulando eventuais candidatos. Alguns nomes são citados como pré-candidatos, como é o caso da ex-reitora da UFMT, Maria Lúcia (PC do B), dos deputados federais José Medeiros (PODE) e Nelson Barbudo (PSL), Julio Campos (DEM), Gisela Simona (PROS) e Carlos Abicalil (PT). O nome do deputado federal Neri Geller também vem sendo especulado para concorrer ao pleito. Terceiro colocado nas eleições ao Senado em 2018, Carlos Fávaro não deve assumir candidatura.

Calendário eleitoral 

O TRE-MT definiu o calendário para as eleições suplementares. As convenções para a escolha de candidatos e deliberações sobre coligações deverão acontecer no período de 10 a 12 de março de 2020. 

Os partidos políticos e as coligações solicitarão ao TRE-MT o registro de seus candidatos até às 19 horas do dia 17 de março de 2020. 

As Eleições Suplementares para os cargos de Senador, 1° e 2° Suplentes, no Estado de Mato Grosso acontecerão em 26 de abril de 2020.

Fonte:

Deixe seu comentário