Portal da Cidade Lucas do Rio Verde

Prevenção

Alunos da escola Olavo Bilac recebem palestra sobre suicídio e automutilação

Várias situações foram presenciadas pelo site Portal da Cidade durante a rodada de conversa. Alunos emocionados com situações vivenciadas dentro de casa.

Postado em 05/09/2019 às 15:16 |

Alunos da Escola Olavo Bilac recebem palestras contra o suicídio nesta quinta-feira(05) (Foto: Reprodução: Portal da Cidade)

Em Lucas do Rio Verde, alunos da escola Municipal Olavo Bilac receberam uma palestra contra o suicídio na tarde desta quinta-feira (05). A ação faz parte da programação do Setembro Amarelo realizado pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do município. Vários assuntos serão abordados nas escolas visitadas pelas equipes, no intuito de orientar os estudantes.

Para o palestrante e psicólogo Edson Carlos Silva, trazer este assunto às escolas é de suma importância, pois o número de suicídio entre os jovens vêm crescendo a cada dia.

“Se formos falar de números hoje a média é de 32 suicídios por dia no Brasil, é um número altíssimo e que envolve o município, o estado e o mundo como um todo. Nossa rede de saúde tem intensificado os trabalhos para tentar diminuir cada vez mais esses números, estamos unidos com as Secretarias do município para poder levar essas informações e orientações paras as escolas” – comentou.

Esta aluna que não quis se identificar se emocionou durante a palestra que trouxe um dos temas mais preocupantes entre os adolescentes, a automutilação. 

“Eu me corto. É triste você sofrer e as pessoas acharem que é loucura, que é frescura. Minha família não acredita em mim, eu sofro muito por isso. Já me cortei várias vezes para esquecer esse sofrimento. Eu sei que é errado o que eu faço, eu não queria fazer isso. Quero buscar ajuda, eu preciso de ajuda” – disse ela.

Várias situações foram presenciadas pelo site Portal da Cidade durante a rodada de conversa. Muitos alunos emocionados, dividindo situações vivenciadas dentro da própria casa.

“Vocês foram testemunhas disso, onde uma adolescente acabou expondo seu problema para nós e os demais colegas. No que ela relatou, o pai tem depressão e já tentou suicídio por diversas vezes, tudo isso refletiu no seu crescimento e na sua vida. No desespero, e por estar sofrendo muito, ela tentou pedir ajuda para a mãe, que ignorou o sofrimento dizendo que isso era frescura. Essa mãe não imagina,  o  quanto essa adolescente está sofrendo para chegar a este ponto de expor tudo isso em sala de aula e de uma forma bem comovente como aconteceu” – comentou o psicólogo.

Palestra aconteceu na última quinta-feira (05) (Foto: Portal da Cidade/Richard Montecinos)

No final da palestra os jovens foram orientados a pedirem ajuda se estiverem passando por algum tipo de problema. A orientação principal, é que a Unidade Básica de saúde deve ser procurada, lá existem uma ampla equipe de profissionais prontos para acolher essa pessoas.

“Falta estrutura familiar, na maioria dos casos pessoas que sofrem não tem o apoio da família. Hoje eu passei meu contato pessoal justamente para ajudar e orientar esses jovens que por algum motivo estão passando por problemas, com o objetivo de orientar. Temos que pensar que somos uma comunidade, todos os dias nos deparamos com pessoas em sofrimento e temos que ajudar e orientar essas pessoas. Este é nosso papel" – concluiu Edson.


Fonte:

Deixe seu comentário